Como o álcool afeta o DNA – Revista Galenus

   Uncategorized

Em um estudo realizado em ratos de laboratório, foi descoberto que o álcool afeta o DNA (ácido desoxirribonucleico), no nível de células hematopoiéticas, células-tronco do sangue. Basicamente, responsável por esses efeitos no corpo humano é o acetaldeído (C2H4O), que ocorre no processo do metabolismo do álcool. Assim, afirmam os pesquisadores do MRC de Biologia Molecular de Cambridge, no reino Unido, o estudo demonstra que o álcool, em grandes quantidades, pode causar um “caos” no DNA.

O que acontece quando as defesas não funcionam

A pesquisa foi realizada em camundongos de laboratório geneticamente modificados que foram dadas diluído em álcool ou etanol. Os pesquisadores têm utilizado o sequenciamento de DNA e análise de cromossomos para observar os efeitos sobre o corpo. Normalmente, o corpo humano tem um mecanismo de defesa contra o composto químico acetaldeído. É o acetaldeído dehidrogenaze (ALDH), um grupo de enzimas que, se funcionar correctamente, o que converte o acetaldeído em acetato, que é usado pelo corpo para energia.

Para se observar claramente os efeitos do álcool que os cientistas têm usado ratos de laboratório que não mostrar este grupo de enzimas, a capacidade de execução máximo. “Eu notei um grande nível de danos no DNA destas células. Partes do DNA ter sido eliminada, outras peças foram quebradas, e eu mesmo vi partes dos cromossomos movido e reorganizados”, disse o professor. dr. Ketan J. Patel, o coordenador do estudo. Há um segundo mecanismo de defesa que tenta reparar o DNA danificado. “É importante levar em conta que os sistemas de eliminação do álcool e o reparo do DNA, não são perfeitos, o que significa que o álcool pode causar câncer, mesmo no caso de pessoas que têm esses sistemas de defesa funcional”, acrescentou o prof. dr. Ketan J. Patel.

Fonte: Sciencealert.com

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *